quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

QUANDO....



Quando as horas de desgosto e desalento lhe invadirem a alma e as lágrimas aflorarem em seu olhos, lembre-se das palavras mansas do Cristo, convidando-nos ao Seu regaço...
E quando sentir-se incompreendido pelos que o circundam e perceber que a indiferença ronda à sua volta, acerque-se Dele. Ele é a luz, sob cujos raios se aclaram a pureza de suas intenções e a nobreza de seus sentimentos.
Quando o ânimo para suportar as vicissitudes da vida se extinguir e você estiver prestes a desfalecer, chame-O. Ele é a força capaz de remover as pedras dos caminhos e ajudá-lo a superar as adversidades do mundo.
Quando os vendavais o açoitarem e você já não souber onde reclinar a cabeça, corra para junto dEle. Ele é o refúgio seguro, em cujo seio você encontrará guarida para o seu corpo e tranquilidade para o seu Espírito.
Quando lhe faltar a calma nos momentos de maior aflição e você se considerar incapaz de conservar a serenidade de espírito, invoque-O. Ele é a paciência, que lhe faz vencer os transes mais dolorosos e triunfar das situações mais difíceis.
Quando as dores se abaterem sobre seu corpo e você sentir a alma ulcerada pelos abrolhos dos caminhos, grite por Ele. Ele é o bálsamo que cicatriza as chagas e minora os padecimentos.
Quando o mundo o iludir com promessas falsas e você perceber que ninguém pode lhe inspirar confiança, vá a Ele. Ele é a sinceridade, que sabe corresponder à franqueza de suas atitudes e à nobreza de seus ideais.
Quando a tristeza e a melancolia se acercarem do seu coração e tudo lhe causar aborrecimento, clame por Ele. Ele é a alegria que lhe insufla um alento novo e o faz conhecer os encantos de seu mundo interior.
Quando, um a um, fenecerem os ideais mais belos e você se sentir no auge do desespero, apele para Ele. Ele é a esperança que lhe robustece a fé e lhe acalenta os sonhos.
Quando a impiedade se revelar e você experimentar a dureza do coração humano, procure-O. Ele é o perdão, que lhe levanta o ânimo e promove a reabilitação de seu Espírito.
Quando você duvidar de tudo, até de suas próprias convicções e a descrença lhe tomar a alma, recorra a Ele. Ele é a fé, que lhe inunda de luz e entendimento e o habilita para a conquista da felicidade.
Quando você não puder sentir a sublimidade de uma afeição terna e sincera e a desilusão lhe tomar de assalto, aproxime-se dEle. Ele é a renúncia, que lhe ensina a esquecer a ingratidão dos homens e a incompreensão do mundo.
E quando, enfim, quiser saber quem é esse Alguém tão especial que é luz, renúncia, força, refúgio seguro, paciência, bálsamo, sinceridade, alegria, esperança, perdão e fé, busque conhecer a Boa Nova do Cristo.
Você encontrará em suas páginas o suave convite do Mestre para que O busquemos todas as vezes que sentirmos necessidade da Sua ajuda.
*   *   *
Jesus é a Luz do mundo. Só se debate nas trevas aquele que dEle se afasta.
Jesus é O bom Pastor. Somente se perde a ovelha rebelde que não aceita Suas orientações amorosas e sábias.
Jesus é O Caminho. Só se demora nos labirintos sombrios quem dEle se desvia.
Jesus é a Verdade. Só se equivoca aquele que ignora Seus ensinamentos.
Jesus é a Vida. Só duvida da Imortalidade quem desconhece a Sua ressurreição gloriosa diante dos quinhentos da Galileia.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. 2, do livro O primado do Espírito, de Rubens C. Romanelli, ed. Lachâtre. Disponível no livro Momento Espírita, v. 5, ed. Fep. Em 05.03.2012.