quinta-feira, 5 de abril de 2012

SEGUNDO RAIO - AMARELO DOURADO - ESTE É O MEU RAIO PESSOAL:


Segundo Raio
Amarelo Dourado
 
O Segundo Raio corresponde ao aspecto Filho da Santíssima Trindade e irradia os atributos da sabedoria interior, da compreensão e da iluminação. É a energia crística que rege o processo iniciático do homem e a ciência da união com o Todo.

É por sua influência que reconhecemos que toda sabedoria de que necessitamos está na Divina Presença que habita nosso coração e aprendemos a escutar com adoração e humildade a Sua voz. Vêm daí, então, a verdadeira compreensão dos semelhantes e a Consciência Crística que ama incondicionalmente.

As pessoas regidas por este Raio esforçam-se em aprofundar seus conhecimentos sobre a natureza humana e o Universo. Muitas vezes, atuam como professores e instrutores. Buscam a verdade e a Luz, possuem discernimento, são compreensivos, amorosos, tolerantes e procuram escutar os outros. Seres pouco evoluídos, porém, manifestam essa influência na forma de apegos, curiosidade excessiva, loquacidade e temor.
Virtudes:Iluminação, sabedoria Divina e Discernimento
Palavra Chave:Imã Cósmico
Chacra:Coronário (topo da cabeça)
Som:Cântico Gregoriano
Perfume:Enxofre
Dia da Semana:segunda feira
Regência:Mercúrio
Símbolos:Cadoceu de Hermes
Chohan:Mestre Confúcio
Templo:Templo do Foco de Luz no Royal Teton, em Wyoming, nos EUA. 
Música Chave:Estrela Vespertina, de Wagner.
Arcanjos:Jofiel e Cristina que sustentam as virtudes da iluminação e da perseverança de seu templo etérico sobre Lanchow, na China. Música chave: Serenata, de Schulbert.
ELOHINS:Cassiopéia e Minerva, que elevam a Chama Dourada do coração à consciência do homem, trazendo-lhe o discernimento. Seu templo etérico situa-se na parte ocidental da Alemanha. Música-chave: Alegretto da Terceira Sinfonia de Brahms.
Chohan do Segundo Raio Dourado

 Mestre Kuthumi foi diretor deste Raio até o ano de 1956, quando então juntamente com o também Ascencionado Mestre Jesus Sananda, foi elevado à categoria de Instrutor do Mundo.
Mestre Kuthumi foi Pitágoras (500 AC.). Ele fundou uma escola em Crofona no sul da Itália, onde fez diversas descobertas em diversos campos da matemática, astronomia e música. Ele determinou que o mundo era redondo, que os planetas produziam a música das Esferas, que o verdadeiro ser do Homem é imortal e deve reencarnar várias vezes até conseguir a ascensão. Nos tempos bíblicos, ele foi Gaspar, um dos três sábios (Reis magos).
Poderia ter ascendido antes, mas adiou sua ascensão, assim como o fez o Mestre El Morya, afim de fazer surgir a Teosofia.

Mais tarde Mestre Kuthumi encarnou como 
São Francisco de Assis (por volta de 1200 DC). Tinha grande amor pelos animais, ajudou milhares deles a alcançar o ponto em que não precisassem mais reencarnar. Mestre Kuthumi era um homem muito paciente e gentil. Poderia passar horas ou um dia inteiro observando uma flor desabrochar plenamente. Em uma encarnação posterior Kuthumi construiu o Tajmahal na Índia, 1640 DC, uma das construções mais belas de todo o mundo. Em sua última encarnação, Ele e o Mestre El Morya foram instrumentados para que a Teosofia surgisse. Mestre Kuthumi manteve uma encarnação na Índia durante 300 anos e ascencionou em um vale das Montanhas Himalaia por volta de 1889.

A missão do Mestre Kuthumi e de seu sucessor Amado Mestre Lanto e do atual Chohan do segundo Raio, Mestre Confúcio, é melhorar o conhecimento dos países e das raças, dedicando-lhes muita atenção. Só quando a mente externa da humanidade, o coração compreensivo falar realizar-se-á a verdadeira Fraternidade Universal. O Raio Dourado representa a segunda pessoa da Santíssima Trindade, também chamado FILHO e a sua atuação constitui para o ser humano, uma das etapas mais espinhosas no processo de desenvolvimento, porque embora a Sabedoria aparente ser paz e serenidade (visto que não é provada pela força e sim pela paciência interior), exige a difícil virtude de saber escutar e esperar.