sexta-feira, 6 de abril de 2012

JESUS INVISÍVEL:


Jesus, Invisível!


Jesus, Invisível!

Ismael de Almeida
Quando te associastes ao meigo e doce Jesus, no pacto de amor pela redenção da humanidade, no grandioso ideal de perfeição, te inimizastes com os trevosos, aquelas forças daninhas e retrógadas eternamente em luta contra o BEM e a LUZ.
O trabalhador da luz, não deve olvidar, que o caminho de Jesus, leva aos mundos superiores, na companhia das inteligências superiores, nas mansões de luz, mas também está pejado de dor e solidão. E o mestre amado não escapou às lágrimas e a tristeza, encimando seu calvário com o Supremo Sacrifício do terrível holocausto no Gólgota.
E não será o discípulo melhor tratado que seu mestre.
Por isso, não esperem um caminho fácil com roseirais floridos, esquecendo-se que esse Educandário Cósmico, não é um planeta sagrado, e a caminhada aqui é árdua e cansativa, cheio de dor e fel, que deve ser sorvido gota a gota, com paciência, resignação, humildade e aceitação do sofrimento, o desprezo, a humilhação e o desdém.
E Jesus, foi o que mais sofreu, e isso está assinalado na frase imortal: “Pai afasta de mim este cálice”, atestando seu grande sofrimento, mas sua humilde aceitação, dizendo em seguida, porém, “que não se faça minha vontade  senão a tua”.
Este mundo está habitado principalmente por desterrados, os “fracassados” de outros planetas, almas vis e maléficas, que trazem em sua companhia, por atração magnética, as almas negras, espíritos trevosos, que não aceitam as Leis do Universo, e se insurgem contra o Criador, na vã esperança de criar um “deus satânico”, na ilusão, que uma nesga de escuridão do tamanho de um átomo pode ofuscar a luz do sol.
O trabalhador da luz, não deve se esquecer que constituem obreiros- missionários, em dolorosa peregrinação na selva da incompreensão, para redimir almas tenebrosas banidas de outros lares celestes, e cujo único remédio eficaz é o sublime amor.
Por isso muitos caem na jornada, abatidos pelo medo, a incompreensão, acicatados pelas forças trevosas que ficam a espreita de um descuido, uma pequena brecha em sua aura, por um pensamento negativo, para que elas ataquem sem piedade.
As inteligências de luz, os monarcas dos universos, velam pelos amigos de Jesus, mas é preciso que estes se conscientizem do dever a cumprir e sejam fortes como montanhas alvissareiras, que suportam os vendavais dos ventos impiedosos dos percalços da jornada.
Jesus vela pelos que são seus, pelo amor!
Exibições: 2